Holistika

Um espaço que trata da saúde da alma, da mente e do corpo

Arquivo para abril, 2010

Nem sorte, nem azar, apenas o inexorável

Eu costumo sempre dizer que não existe sorte. Nem azar. Pelo menos não para quem acredita na inexorabilidade do universo. Melhor dizendo: para quem acredita em Deus. Aliás, quando o assunto é a natureza divina, gosto de citar como exemplo a fala do filho pequeno de um amigo meu, que, quando perguntado se Deus é bom ou mau dizia: “Papai do Céu é justo”.

Pois é. Esse meu dileto amigo conseguiu fazer um menino de pouco mais de três anos entender que Deus está acima do bem e do mal. Baseado em ensinamentos que atestam que tudo está submetido às leis universais, podemos depreender que Deus é puramente justo, haja vista tudo que nos advém ser resultado de nossas próprias ações, pensamentos e palavras.

Uma situação de penar, sofrimento e dissabores subsequentes é não raro apontada como “azar”. Discordo, pois não entendo a existência humana como uma única experiência de vida. Tudo é o resultado de longa trajetória. Ao passo que ao vermos alguém afortunado, sempre vencedor e triunfante pelos embates da vida tendemos a dizer que se trata de alguém que tem “sorte”. E volto a discordar.

Nada escapa ao “Olho que tudo vê”. Podemos enganar muitos por muito tempo, alguns por algum tempo, poucos por pouco tempo e até mesmo podemos enganar a todos por todo o tempo, mas não podemos enganar a Deus!

Uma das pérolas que compõem minha humilde biblioteca particular se entitula O Caibalion – Estudo da Filosofia Hermética do Antigo Egito e da Grécia. A obra foi publicada pela primeira vez em 1908, em inglês e foi escrita por três colaboradores, digamos, que se intitulavam Os Três Iniciados. Humildes, preferiram permanecer no anonimato.

Segundo seus autores, o livro contém a essência dos ensinamentos de Hermes Trimegisto (trimegisto =o que é três vezes ungido), tal como era ensinado nas escolas iniciáticas do Antigo Egito e da Grécia. Um verdadeiro oceano de sabedoria, em poucas páginas que devem ser saboreadas sem pressa.

Um dos princípios revelados no livro que mais me instigam é o da Causa e Efeito, que ratifica minha opinião sobre sorte e azar.

“Nesta obra nos nos esforçamos por vos oferecer uma ideia dos preceitos fundamentais do Caibalion, procurando dar os princípios acionantes e vos deixando o trabalho de os estudar, em vez de tratarmos detalhadamente dos seus ensinamentos. Se fordes verdadeiros estudantes, podereis compreender e aplicar estes princípios; se não o fordes, deveis vos desenvolver, porque de outra maneira os preceitos herméticos serão para vós somente palavras, palavras, palavras!!!…”O Caibalion

E Trimesgisto escreveu em uma TÁBUA DE ESMERALDA 

“É verdade, correto e sem falsidade, que o que está em baixo, é como o que está em cima, para realizar os milagres de uma coisa só.

Como todas as coisas derivam-se da Coisa Única, pela vontade Daquele que as criou, pelo poder de sua palavra, assim também tudo deve a sua existência a esta Unidade, pela ordem Natural criadora.

O Sol é o seu pai, a Lua é a sua mãe, o vento o transporta em seu ventre, a terra é a sua nutriz. Este ente é o pai de todas as coisas do Mundo. Seu poder é imenso e perfeito.

Separarás a terra do fogo, o sutil do denso, com muito cuidado e grande habilidade. Ela sobe da terra ao céu e de novo descerá à terra, deste modo recebe a força das coisas superiores e inferiores.

Por este meio terás a glória de todo o mundo quaisquer trevas afastar-se-ão de ti. É a força forte de toda a força, pois vencerá toda a coisa sutil e penetrará toda a coisa sólida. Assim foi criado o universo. E, Disto surgem maravilhosas realizações, cujo meio está aqui.

Por isso sou chamado Hermes Trismegisto, porque possuo poder sobre as três partes da sabedoria do mundo. O que eu disse da obra-mestra da Arte Alquímica, a Obra Solar, aqui está dito e encerrado. Tudo”.

A Tábua de Esmeraldas foi um dos textos que deu origem à alquimia e a boa parte do ocultismo, seja ele oriental ou ocidental. Também conhecida como Tábua Esmeralda, ou O Segredo de Hermes, trata-se de um texto antíquissimo que se propões a revelar a natureza do universo e suas transformações. Seu texto é sucinto e alegórico e é considerado por muitos a pedra angular da alquimia europeia e de toda tradição hermética posterior.

<><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><><>

Quem quiser folhear O Caibalion e conhecer um pouco mais sobre esses ensinamentos milenares pode acessar:

1. O Caibalion (em links)

2. O Caibalion (texto corrido)